Artigos

Ciência no canteiro de obras

Artigo publicado no Diário de São Paulo em 16 de maio de 2015
Aldo Rebelo – Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação

Criado em 2007, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) concentra o planejamento e a execução de grandes obras de infraestrutura, fazendo investimentos que rivalizam com os gastos na maior empresa da construção civil da História do Brasil, que foi Brasília. Agora, essa matriz de onde brotam aeroportos, estradas, melhorias urbanas, transportes, usinas e unidades de saúde se estende aos laboratórios.

O PAC deve encampar dois projetos de elevada ambição no objetivo e complexidade no método, capazes de distinguir o Brasil na comunidade científica internacional. Nada menos que R$ 3 bilhões serão repartidos entre o Projeto Sirius e o Reator Multipropósito Brasileiro.

O Sirius, nome latino da estrela mais brilhante do firmamento, simboliza um farol no progresso da Ciência no País. Tem como base o atual Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas (SP), já o único da América Latina. Segundo relato dos especialistas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, consiste em uma máquina aceleradora de partículas para geração de luz síncrotron, ou seja, uma radiação eletromagnética de amplo espectro que permite observar características microscópicas de materiais. Da análise resultam aplicações concretas na Medicina e na indústria, como a elucidação da estrutura e função de proteínas, visando ao combate a doenças como o câncer, e até a forja de novos materiais para indústria de ponta e utensílios domésticos.

Quando estiver em operação integral, a partir de 2018, o Projeto Sirius representará uma expressiva conquista da Ciência no Brasil. Será uma das máquinas mais potentes das que estão sendo construídas no padrão da até agora mais avançada geração tecnológica. Terá sido projetado e executado exclusivamente com a inteligência nacional – a demonstrar que o País tem capacidade de criar soluções científicas para dar apoio ao desenvolvimento com vistas à prosperidade da Nação e ao bem-estar de seu povo.

Aldo Rebelo observa a maquete do modelo Sirius, projeto que inseriu no PAC – Programa de Aceleração do Crescimento

Entrevistas